SwiftKey, famoso teclado do Android, fica gratuito e lança loja de temas

O SwiftKey, famoso teclado para Android, recebeu uma atualização nesta quarta-feira (11) e está totalmente gratuito. Disponível anteriormente por R$ 11,80, o aplicativo de previsão de escrita é capaz de sugerir palavras com base no uso do usuário para agilizar a digitação nos smartphones e tablets. A novidade da nova versão fica por conta da SwiftKey Store, uma loja de temas e emoticons para o teclado.

Novo SwiftKey está disponível gratuitamente para Android com loja de temas e melhorias (Foto: Divulgação/Play Store)

Bastante elogiado, o SwiftKey à primeira vista é um teclado como outro qualquer. No entanto, seu principal atrativo é um sistema de previsão de escrita capaz de interpretar as palavras mais digitadas pelo usuário no aplicativo e também em redes sociais e e-mail. Assim, é provável que as alternativas apresentadas sejam mais próximas às desejadas. Há ainda um modo “Flow” para a digitação com base em gestos no teclado.

Disponível anteriormente em uma versão Premium, o SwiftKey agora pode ser baixado de graça com todas as funcionalidades, mas um pacote visual básico. Caso deseje, o usuário pode acessar a nova loja online dentro do app para baixar novos temas pagos ou gratuitos. Outra novidade é a sugestão de emoticons com base nas palavras digitadas, de forma bastante semelhante ao novo teclado do Windows Phone 8.1.

Para os usuários que adquiriram a versão paga, o SwiftKey oferece gratuitamente um pacote com 10 temas para o teclado virtual. A nova versão do aplicativo traz ainda correções de bugs e melhorias de desempenho. Para baixá-lo é necessário ter Android 2.2 (Froyo) ou superior.

Como ligar ou desligar a Internet móvel 3G ou 4G do Windows Phone

A Internet 3G ou 4G do Windows Phone pode ser muito útil quando é necessário se conectar fora de casa ou quando há algum problema no Wi-Fi. No entanto, manter a conexão móvel ativada quando não está em uso pode fazer com que o telefone gaste mais bateria e use seu plano de dados desnecessariamente.

Para te ajudar a economizar bateria e na conta, o TechTudo preparou um tutorial sobre como ligar ou desligar a Internet móvel 3G ou 4G no seu Windows Phone. Confira:

Passo 1. Acesse as configurações do seu telefone;

3G e 4G do Windows Phone pode ser desativado nas configurações do sistema (Foto: Reprodução/Elson de Souza)

Passo 2. Procure por “Rede celular”, para Windows Phone 8, ou por “Rede celular+SIM”, para a versão 8.1 do sistema.

Passo 3. Na janela que se abre, toque na caixa de opções e escolha “desativada”, se o seu smartphone estiver na versão 8.0 do sistema. Já no Windows Phone 8.1, basta tocar na chave destacada para desativar ou ativar a rede celular.

Internet móvel do Windows Phone pode ser desativada para economizar bateria e plano de dados (Foto: Reprodução/Elson de Souza)

Pronto! Agora você já sabe como ativar ou desativar a Internet móvel 3G ou 4G do seu Windows Phone. Com isso, você poderá gerenciar melhor quando utilizará seu plano de dados e também economizar bateria no smartphone.

Como transferir contatos do Facebook para o WhatsApp no Android?

O Facebook não permite a importação de contatos da rede social para o WhatsApp. No entanto, com um “jeitinho” é possível transferir estes dados no Android. É necessário apenas usar a agenda do celular como uma espécie de intermediária no processo.

Sincronize os dados sobre o Facebook (Foto: Reprodução/Thiago Barros)

O procedimento é bastante simples. Tudo o que você precisa fazer é importar os contatos do Facebook para a agenda. Para isso, vá ao menu “Contas” do seu Android. Então, coloque os dados da rede social e aceite a integração com o dispositivo.

Assim, o WhatsApp irá fazer a leitura dos telefones que lá estão salvos automaticamente. Obviamente, apenas os usuários que adicionaram os números de telefones  ao Facebook terão os dados importados para a sua agenda.

Como adicionar número ao Facebook

Muita gente não coloca seu número de telefone no Facebook. Fazer isso é bem simples. Vá à aba “Sobre” no seu perfil, e nas “informações de contato”, clicar em “adicionar outros telefones”. Você pode definir a privacidade para “só amigos”, assim, apenas quem você possui como amigo veja o número.

Adicione informação ao Facebook (Foto: Reprodução/Facebook)

 

Como salvar anexos do Gmail para Android direto no Google Drive?

O Gmail oferece diversas funcionalidades e uma delas é permitir salvar qualquer anexo direto no Google Drive. Assim, é possível guardar os arquivos na nuvem do Google e acessá-los de qualquer dispositivo, de forma prática. Quer saber como ativar o recurso nos dispositivos com Android? Então confira este tutorial.

Google investe em PGP para aumentar segurança dos usuários do Gmail. (Foto: Reprodução/ Milena Pereira) (Foto: Google investe em PGP para aumentar segurança dos usuários do Gmail. (Foto: Reprodução/ Milena Pereira))

 

Passo 1. No dispositivo Android, acesse o e-mail que contém o anexo que você deseja salvar no Google Drive;

Caixa de entrada do Gmail (Foto: Reprodução/Lívia Dâmaso)

Passo 2. Clique no ícone de três pontinhos verticais, ao lado do anexo;

Mensagem com anexo no aplicativo do Gmail para Android(Foto: Reprodução/Lívia Dâmaso)

Passo 3. Em seguida, selecione a opção “Salvar no Drive”.

Salvando o anexo do e-mail direto no Google Drive (Foto: Reprodução/Lívia Dâmaso)

Pronto. Agora seu anexo já está salvo no Google Drive e basta aproveitar as vantagens desse recurso.

Impressora 3D imprime frutas graças à técnica de gastronomia molecular

Uma empresa do Reino Unido criou uma máquina capaz de produzir frutas em diversos sabores. Utilizando uma técnica de gastronomia molecular chamada de spherification, a Dovetailed desenvolveu a impressora 3D que transforma essências orgânicas em alimentos.

Máquina é capaz de criar pequenas gelatinas com sabor concentrado (Foto: Reprodução/Dovetailed)

Na prática, a máquina não é capaz de reproduzir uma maçã, por exemplo, com sua forma e consistência, mas apenas pequenas pérolas gelatinosas com o sabor concentrado da fruta. A invenção é voltada para chefs profissionais e entusiastas do mundo gourmet.

Além de poder combinar sabores, é possível personalizar o tamanho, a forma e a textura dos alimentos. O projeto foi apresentado na Tech Food Hack, uma maratona que reúne donos de restaurantes, designers e hackers para criar novas soluções gastronômicas.

Ainda não há previsão de quando a máquina deverá ir para as lojas. No entanto, sssa não é a primeira vez que desenvolvem impressoras de alimentos. Há modelos que fabricam chocolate e pizza, por exemplo.

Como remover os filtros de fotos no iOS 7?

No iOS 7, a Apple adicionou suporte nativo a filtros no aplicativo da câmera e galeria de imagens. Se você tirou uma foto usando um filtro e se arrependeu, saiba que é possível recuperar a imagem original através do próprio iOS. O recurso também funciona em fotos editadas no aplicativo de fotos. Confira o tutorial!

Passo 1. Acesse a galeria de imagens e abra a foto que você você deseja recuperar. No canto superior direito da tela, toque em “Editar”;

Editando foto com filtro (Foto: Reprodução/Helito Bijora)

Passo 2. No editor, toque sobre o botão de filtros – ícone representado pela intercessão de três círculos. Feito isso, na parte inferior da tela, escolha “Nenhum” e toque em “Aplicar”;

Removendo filtro (Foto: Reprodução/Helito Bijora)

Passo 3. Por fim, toque em “Salvar” para aplicar as alterações.

Salvando imagem original (Foto: Reprodução/Helito Bijora)

Pronto! Dessa forma, você poderá restaurar a imagem original ou aplicar outro filtro. A dica, no entanto, só vale para fotos tiradas ou editadas nos aplicativos nativos do iOS 7.

Impressora 3D fabrica peças de aço, mas produção ainda é bem cara

Boa parte das impressoras 3D ainda trabalha somente com plástico e outros materiais maleáveis, mas já existe uma máquina capaz de criar objetos de aço. A empresa britânica Arup possui um protótipo em funcionamento e pretende sofisticar a tecnologia para revolucionar a indústria da construção civil.

Impressora 3D da Arup será capaz de criar partes metálicas de grandes construções (Foto: Divulgação/Arup)

Por enquanto, a impressora consegue criar somente objetos pequenos, para fins artísticos, assim como outros modelos que só trabalham com plástico, por exemplo. Porém, a ideia é usar a máquina para fabricar partes de grandes construções e, assim, ajudar a reduzir a pegada ecológica desse tipo de projeto.

“Ao usar fabricação aditiva podemos criar muitas peças complexas individualmente com muito mais eficiência. Isso tem implicações tremendas na redução de custos e desperdício˜, disse um representante da Arup. Segundo ele, a técnica permite ainda chegar a um design muito sofisticado, sem a necessidade de simplificar o projeto em uma fase posterior para reduzir os custos.

O projeto ainda custa caro, mas conta com o apoio de empresas renomadas para ser colocado em prática em um curto espaço de tempo, embora ainda indefinido. Dentre elas, a companhia de engenharia e design WithinLab, a EOS e a famosa 3D Systems, que já tem experiência na impressão de partes metálicas que serão usadas no smartphone modular do Google.

PlayStation 4: Sony manterá o valor de R$ 4 mil no Brasil

PlayStation 4 e Ps Vita continuarão com os mesmos preços para o consumidor brasileiro, ao menos por agora. Ken Balough e Nobie Yamawaki, da divisão latinoamericana da Sony, descartaram qualquer redução de preço para o console e para o portátil durante a coletiva realizada nesta quarta-feira (11) em Los Angeles, Estados Unidos.

Sony decidiu manter o preço do PS4 frustrando expectativas na E3 2014 (Foto: Isadora Díaz/ TechTudo)

Desde que chegou ao Brasil, o PlayStation 4 é alvo de criticas devido ao alto valor do aparelho. Na ocasião, a Sony divulgou os seus custos de importação do videogame na tentativa de justificar o preço no país. Já o PlayStation Vita, sempre se manteve com o preço de R$ 1.600 desde quando foi lançado, em 2013.

Já o seu ‘rival’, o Xbox One, possui o valor de R$ 2.100, quase a metade do preço do PlayStation 4. Entretanto, o console da Microsoft é fabricado aqui no Brasil, algo que a Sony realiza apenas com o PlayStation 3.

PlayStation 4 continuará sendo vendido por R$ 4 mil (Foto: Isadora Díaz/ TechTudo)

The Assembly usará óculos de realidade virtual no PlayStation 4

The Assembly acabou de ser anunciado para o PlayStation 4, aproveitando a onda de revelações da E32014. O jogo, desenvolvido pelo pouco conhecido estúdio britânico nDreams, será uma aventura para a realidade virtual que usará o novo visor da Sony: o Project Morpheus. O game não possui data de lançamento por enquanto, mas está disponível para testes na E3.

The Assembly promete uma aventura profunda com realidade virtual (Foto: Reprodução: YouTube)

O jogo foi revelado através de um teaser que mostra uma estranha instalação tecnológica. The Assembly conta a história de uma sociedade secreta, composta por cientistas, acadêmicos e engenheiros. Esses estudiosos acreditam que os conceitos morais da sociedade estão atrasando os avanços científicos.

Essa sociedade secreta – provavelmente chamada The Assembly como no título – vive em um complexo subterrâneo, onde vários tipos de experimentos com cobaias humanas são realizados. O objetivo deles é desenvolver uma espécie de teoria universal a fim de explicar todas as coisas que existem no mundo.

Segundo os produtores, dois personagens podem ser controlados, e a realidade virtual cria uma grande diferença entre eles. Por exemplo, cada personagem tem uma altura diferente, vendo o mundo da própria maneira. Além disso, cada um dos personagens terá também seus próprios sons e vozes.

 

Gauntlet: remake do clássico dos anos 80 foca em ação e diversão

Gauntlet era um jogo de fliperama, no estilo de combate medieval dos anos 80, que logo ganhou versões para plataformas caseiras. Hoje, com um remake completo e disponível na E3 2014, o game tenta atrair novos jogadores no PC, mas sem desagradar aos antigos fãs que gastaram suas ricas moedinhas. Confira nossas impressões!

Gauntlet (Foto: Divulgação)

Evolução visual

A maior – e mais óbvia – mudança neste remake está, sem dúvida, nos gráficos. Saem de cena o visual simples para dar lugar a masmorras 3D e cheias de efeitos. Os personagens movem-se rapidamente pelos cenários e executam os golpes devastadores, gerando muita destruição.

A jogabilidade mantém-se bem parecida com a visão totalmente superior e não isométrica, além da aventura ser focada no combate. O objetivo continua o mesmo: invadir masmorras em busca de monstros e tesouros. Agora, porém, a missão tem mudanças significativas no gameplay.

Gauntlet (Foto: Divulgação)

Uma destas mudanças foi a total retirada do limite de tempo. Isto é: no original, os personagens perdiam energia constantemente, e o jogador teria somente aquele tempo para conseguir a maior pontuação possível e figurar no ranking da máquina – algo que não existe nessa atual edição. Isso só fazia sentido quando se tratava de um fliperama, onde a intenção era realmente sugar moedas dos usuários.

O remake permite explorar a masmorra com calma, mas não incentiva isso. Na verdade, o jogo é focado na ação sem limites, e os combates ocorrem a todo o momento, principalmente no modo multiplayer cooperativo para até quatro pessoa.

Gauntlet (Foto: Divulgação)

A diversão é um ponto importante no remake e, apesar dos gráficos bem simples, o game ganhou bastante com essa repaginada. Além disso, você não precisa mais de ouro para comprar equipamentos, mas sim de relíquias que são encontradas pelas fases. Eles vão te dar armas e habilidades especiais, capazes de arrasar com os monstros pela frente. Essa mudança deixa Gauntlet mais dinâmico.

Na E3, o game estava montado em uma TV, rodando no PC, com um sofá na frente para que quatro jogadores se unissem na aventura. O clima deste remake é justamente esse: a diversão sem compromisso com os amigos sentados em um sofá. Apesar de ser para computador, o jogo tem todo o estilo dos títulos cooperativos dos consoles. Isso pode não lembrar muito o Gauntlet original, inclusive, porém deixa tudo mais divertido e interessante.

Copyright © Va Dormir - Acesse ou Va Dormir